quinta-feira, 20 de abril de 2017

O fim das contas digitais: Corra para o banco Intermedium!

-Você já tem uma conta no banco Intermedium?
-Você gasta tudo que ganha, e não sobra nada no final do mês?

Se a resposta é não para as duas perguntas, é hora de você abrir sua conta no Intermedium - enquanto é tempo. Por que? Vou dar a resposta curta, e a resposta longa. Você pode escolher qual das duas vai ler:

Resposta curta: Porque tudo lá é grátis e os investimentos deles rendem super bem!

Resposta longa: Bem... se você quer a resposta longa... então senta que lá vem a história. Em 2010 o
Banco Central emitiu uma resolução, dando aos bancos a opção (veja bem, não é obrigatoriedade) de criar um tipo de conta-corrente totalmente livre de papéis e contatos humanos. O banco central chamou isso de "Conta Digital". Veja que estamos falando de 7 anos atrás. Naquela época mal existiam celulares que seriam chamados de "smartphones". O iphone ainda estava em sua segunda versão, o número de aplicativos era muito limitado. A maioria dos estabelecimentos ainda não tinha a tal maquinha de "débito"; as lojas pequenas (como mercearias e muitos postos de gasolina) nem sequer aceitavam pagamento com cartão. |Era muito comum o uso de cheques, e grande parte dos procedimentos bancários tinham ser ser feitos na boca do caixa.

Pra você ter uma idéia de como era o mundo em 2007, a primeira temporada de Walking Dead só seria lançada em 2010, três anos depois.  Não existia nem sequer Netflix, e para assistir filmes tínhamos que apelar para os DVDs.  Naquele ano, a bolsa de valores estava em clima de euforia; as ações da Petrobrás valiam quase 40 reais! Nem sequer imaginávamos que haveria uma crise mundial em 2008. Faz tempo, né?
Pois é.

A questão é que ao lançar a chamada conta digital, a idéia do Banco Central foi criar um produto simplificado, voltado para o público de baixa renda, que deixaria de usar grande parte dos serviços do banco, de forma que fosse muito barata a manutenção para a instituição, atraindo o cliente para outros produtos, como investimentos em fundos DI com taxa de administração de 3%. Essa chamada "conta digital", portanto, seria livre de todo tipo de tarifas, para beneficiar os pobres. Mas.... o mundo mudou.

Quase 10 anos depois, percebemos que a idéia do Banco Central não saiu como eles imaginavam. Os pobres continuam sendo os que mais pagam tarifas no sistema bancário. Mesmo que a pessoa ganhe um salario mínimo mensal, o banco empurra um pacote (porcaria) com meia dúzia de bugigangas e cobra do coitado R$ 15 por mês. E na mão de quem estão as contas digitais? Nas mãos dos ricos, dos descolados, da "elite" de investidores, yuppies, que usam essa conta para fazer TED ilimitado para sua corretora; tornou-se um produto para os poucos "privilegiados" frequentadores de blogs e fóruns de finanças, que tinham "peito" pra enfrentar o banco quando o gerente insistia em dizer que a tal conta "não existe". Os bancos, quando notaram o que estavam oferecendo um serviço grátis para quem podia pagar, trataram de esconder - até dos próprios funcionários - a existência das contas digitais. Quem navega nos blogs e fóruns já deve ter lido as batalhas homéricas que acontecem nos bancos, em que o gerente, que sabe nada, inocente tenta convencer ao cliente de que ele está louco, e não existe a tal conta.

A questão é... hoje em dia, ninguem mais quer ir ao banco, e de uma forma ou de outra 99% das coisas são feitas pela internet. Continuar oferecendo uma "conta digital" grátis iria zerar o lucro dos bancos com tarifas... o que seria suicídio empresarial. O lucro dos bancos teria que vir de taxa de administração de fundos do próprio banco, ou de juros dos empréstimos pessoais... Mas cá entre nós, quem tem uma conta digital não investe no banco grande, e nem faz empréstimo, né?

Assim, um por um os bancos foram acabando com as contas digitais. Primeiro Banco do Brasil... depois Bradesco.... e agora, por último, o Itaú, que definiu que a partir de Maio/17 não teria mais contas digitais grátis.

O que sobrou então? Apenas um: o banco Intermedium. Lá você consegue uma conta digital com todo tipo de movimentação grátis - realmente livre de tarifas. De quebra, eles ainda oferecem investimentos com taxas ótimas em LCI e CDB.

A má notícia? É que o banco Intermedium tem batido recordes de captação de recursos e clientes.... já mal tem lastro para as LCIs... está pegando porte de banco grande, o que significa que... em breve e aos poucos deve começar a cobrar tarifas dos correntistas.

Se formos seguir o que aconteceu nos demais bancos, quem tinha pacote digital antigo, não perde. Portanto... não perca tempo. Abra agora mesmo, antes que seja tarde, sua conta no Intermedium. Senão depois não diga que eu não avisei!!







7 comentários:

  1. Oi, Gatinha!
    Conheci o seu blog no começo desse ano e foi à partir dele que eu realmente tomei coragem para fazer investimentos. Havia ficado triste por não ter mais nenhuma movimentação no seu blog e, ao notar que voltou a postar, fiquei muito feliz e me senti no dever de vir aqui informar o motivo de ter criado o meu próprio blog e de ter começado a investir!

    Muito obrigada! <3

    ResponderExcluir
  2. Boa a dica, GI!
    Eu já tenho iConta, muito boa!

    ResponderExcluir
  3. Oi G.I, eu tenho iConta, minha preocupação era justamente essa que você citou no fim do seu texto, quem já tem conta digital não perder os beneficios !! espero que realmente mantenham essa palavra, como tenho várias contas em bancos e corretoras estava relutando em abrir conta no intermedium, mas acho que vou abrir lá também !! nunca sabemos o dia de amanhã né rsrs

    ResponderExcluir
  4. Já tenho minha conta lá a um tempo bom ,inclusive transferi meu suado pagamento para o banco e não pretendo sair de lá tão cedo, nada a reclamar do banco até hj. anderson

    ResponderExcluir
  5. A conta digital do Brasil só esta atiav para quem contratou antigamente....mas sabe se lá por quanto tempo...basta você fizer uma atualização no banco de dados cadastrais, para que o funciotario imbecil mude o meu plano...ano retrasado fizeram isso comigo. Fui pedir aumento de limite e tharam....o safadao alterou de conta digital para padronizada I....puto tratei de mudar no mês seguinte....com muita guerra consegui...mas de forma geral...corram para o intermedium UUUU

    ResponderExcluir
  6. Eu já tenho conta no Intermedium, ainda o uso como conta de movimento, mas futuramente também usarei para investimentos, agora só uso o Sofisa.

    Na verdade a resposta em si não é só um banco, e sim a concorrência, a maioria das pessoas só conhecem os grandes bancos e mesmo as que conhecem bancos menores tem medo do risco, o brasileiro é avesso as tecnologias, entre aspas, pois quando é para espalhar porcaria, todo mundo manja de tecnologia, mas quando é algo importante.

    A situação no setor bancário só irá mudar quando aparecerem mais e mais instituições sólidas, mesmo que pequenas,oferecendo produtos digitais como o Intermédium, melhores opções como o Sofisa, e "novidades" em serviços como o Nubank.

    O consumidor Br não sabe o poder que tem, por isso esses cartéis dominam todos os setores da economia, com empresas oferecendo produtos de merda a preço caro.

    Quanto maior a concorrência, as empresas tem de se esforçar e inovar para oferecer bons produtos para os clientes, num país como o Brasil é um milagre ter empresas como as que eu citei, mas infelizmente elas ainda pegam um nicho pequeno da população.

    Para quê que os bancos de varejo vão oferecer produtos bons e baratos se já tem uma reserva de mercado composta por consumidores acomodados?

    ResponderExcluir