quarta-feira, 3 de maio de 2017

A hora dos imóveis: taxas caindo, juros baixos...

Tudo tá caro!!!

Você tem algum conhecido que fala o tempo todo que "tá tudo caro"? Talvez você mesmo?

-FII tá caro! Ações estão caras! Taxas estão baixas! LCI não tá rendendo mais nada!

E agora???

A curva de juros futuros despencou nos últimos meses, e isso gerou algumas consequência: Ativos que sobem com juros baixos (como FII, ações e titulos do Tesouro Direto) dispararam de preço. Tudo "ficou caro", como se fala na gíria dos blogs e fóruns de investimento.

Por outro lado, todas as taxas estão caindo (debêntures, LCI, CDB...). E agora? Aonde colocar o dinheiro? A resposta cada vez mais se torna uma: Imóveis físicos.  

Quando nada mais estiver rendendo na ciranda financeira devido a juros na chon, é hora de pensar se não é o momento de comprar a casa própria (financiada) ou amortizar o financiamento imobiliário. Por que?

Os imóveis físicos sabidamente são o investimento mais seguro no Brasil. Muito mais seguro do que qualquer título do tesouro ou mesmo que a poupança da Caixa Econômica Federal. Em 1990 o Collor confiscou até a caderneta de poupança. Lá nos anos 80, o Sarney decretou moratória (calote na dívida externa) e os títulos públicos brasileiros (bonds) derreteram.  Mas os imóveis reais - assim como o Ouro - sempre foram um porto seguro para os investidores.

Não é à toa que o aluguel de um imóvel físico "rende" bem menos que um FII (fundo imobiliário). Pois os imóveis físicos sobrevivem a todo tipo de crash do mercado financeiro, e nossos pais sabem muito bem disso. É por isso que você nunca vai convencer seus pais a venderem aquele imóvel e colocar tudo em FII ou LCI. Quanto mais idosa a pessoa fica, mais ela precisa de segurança, e segurança financeira aqui no Brasil  tem um nome: "Imóvel de aluguel".

Mas imóveis não é só "de aluguel". Quem de nós não tem um financiamento de imóvel pra pagar? E aqueles que não pagam financiamento... quantos ainda moram de aluguel, ou mesmo com os pais, e não tem sua casinha própria? Até que ponto vale a pena deixar o dinheiro "mofando" no banco, e você não ter nem sequer sua casa para morar?

Se você já passou dos 29 anos e não tem um teto pra chamar de seu, é hora de repensar seus conceitos sobre a vida. Ser da "geração canguru", que continua morando com os pais após os 30 anos, é algo no mínimo vergonhoso. Pagar aluguel depois dos 35 anos, mesmo que possa fazer todo o sentido "matematicamente na ponta do lápis", também é algo problemático.  O fato é: todos nós precisamos de uma casa. 

Mas uma casa é algo tão caro, que é praticamente impossível conseguir comprar uma a vista.  A compra da casa própria sem a menor dúvida é o evento financeiro de maior importância na vida de uma pessoa. Com SELIC a 14%, você não podia deixar de aproveitar a "festa do caqui" que foi o ano de 2016.... um ano totalmente atípico em investimentos. Em 2016 se você jogasse 10 reais pra cima, caía 20. Todo mundo enriqueceu; ninguem perdeu dinheiro. Mas a coisa mudou.

Em 2017 pra se ganhar dinheiro com investimentos está muito difícil. Seu queridinho fundo multimercado está derretendo. Suas ações deixam muito a desejar, e apesar do seu "otimismo de investidor", o HB continua sangrando.  Aquelas cotas de FII estão com vacância cada vez maior, e o preço está derretendo. O que sobrou de bom... está caro. Quem tinha LCI IGPM no Intermedium em abril/2017 notou uma coisa curiosa: o rendimento foi negativo. Estamos voltando à era dos imóveis.

IFIX em 2016 - Impossível perder dinheiro até comprando XTED ou TBOF

 Com a queda dos juros, está ficando cada vez mais barato financiar coisas. As concessionárias de veículos começam a divulgar novamente promoção de 24x sem juros. É hora de comprar um carro novo? Por mais que dê vontade, é hora de você começar a olhar com carinho para as ofertas de imóveis. Tem muita coisa "encalhada" dos lançamentos imobiliários, e as construtoras começam a fazer promoções muito boas. As taxas do financiamento imobiliário já estão em valores bem mais amenos. Amortizar um financiamento antigo também já passa a ser um bom negócio, num cenário em que o dinheiro parado na ciranda financeira rende cada vez menos.

Sua mãe ou sua mulher estão faz tempo dizendo que você deve comprar uma casa? É hora de começar a pensar mais com carinho no assunto. Porque se demorar demais... aí daqui a pouco vão ser os imóveis que vão estar "todos caros"! =^.^=

A balança começa a pender pro lado de lá...

 

15 comentários:

  1. Juros de 8% ao ano com recessão e deflação é ruim???
    Não sei onde na sua cabeça. Pois na minha não é!

    Possível inflação este ano de 3.5% e juros SELIC de 8,75% rendendo um juros real de 5%

    Sendo que com a Dilmaanta era 14% SELIC e 10% se inflação​

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente a SELIC tá ainda descolada do IPCA... mas espere mais umas duas ou três reuniôes do COPOM pra ver... =^.^=

      Excluir
  2. Imóvel na minha opinião é empatar uma grande quantia de dinheiro, não tem liquidez. O cara tem 300 mil em ações, fundos imobiliários, acha melhor vender e comprar 1 imóvel ? Cadê a diversificação? Enquanto eu puder não quero comprar imóvel. Abraço gatinha.

    ResponderExcluir
  3. Olá, também tenho um canal de finanças chamado O Portal Financeiro e gostei do seu site e dos seus artigos, é bacana quando tem mais pessoas procurando contribuir na educação financeira do nosso pais :)

    ResponderExcluir
  4. Li recentemente sobre isso. Isso é bom para quem mora de aluguel!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Morar de aluguel só considero digno até os 30 e poucos anos... a partir daí o ideal é colocar em prática o "projeto casa" =^.^=

      Excluir
  5. Excelente post! Vai na contramão de tudo aquilo que geralmente é dito na blogosfera de finanças, mas acredito que temos que ter uma visão além do simplismo dos números quando se fala na questão comprar x alugar um imóvel. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A blogosfera é racional demais, e acaba levando tudo para a ponta do lápis.... Matematicamente alugar é mais rentável... mas a casa própria não é um investimento, ela é um passivo. Não serve para dar lucro, serve para nos dar segurança, prazer, conforto.... portanto é válido colocar dinheiro nela. =^.^=

      Excluir
  6. Olá! Gosto do seu blog, mas nesta postagem você renegou todo o seu conhecimento financeiro. Rentabilidade e segurança dos imóveis no passado não parecem que se repetiram no médio prazo. Imóveis já derreteram em outros locais do mundo durante crises. Pesquise. Dados do ibge: a população brasileira já esta reduzindo! Até por isso a tragédia da previdência. Os alugueis estao caindo a cada dia (dados oficiais, queda de 1,1% só no último mês). Se fossem 10% de custo efetivo ao ano, já seria uma lástima financiar um imóvel. Atualmente está muito fácil ter rentabilidade liquida de 0,7% ao mês, enquano o aluguel representa em media 0,3%. Resumindo, comprar imóvel hoje é um luxo ou um "erro" financeiro, ainda mais se for necessário financiar. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, você está certo... imóveis como investimento não são muito bons.... o foco que quero dar na postagem é mais para a casa própria. =^.^=

      Excluir
  7. Oi gatinha, interessante seu post.

    Estou meio por fora do mercado imobiliário mas seu post me despertou para conferir eventuais oportunidades que podem estar por ai.

    Sem pensar na questão econômica, morar de aluguel tem um fator psicológico interessante que é o desapego. Por exemplo, você mora em um apartamento, mas de repente mudou para o apartamento de cima um vizinho insuportável, o síndico resolveu torrar o dinheiro do condomínio com besteiras e aumentar abusivamente a cota mensal de condomínio, você foi transferida para outra unidade da sua empresa e agora está morando longe do trabalho, etc.

    Em todos esses casos, uma pessoa morando de aluguel teria muito mais facilidade para se mudar de residência e buscar um lugar mais adequado ao seu momento de vida para morar.

    Ah! Aproveito para te convidar a conhecer meu blog e, se possível, me adicionar no seu Blogroll.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é... mas desapego é bom ou é ruim? Talvez seja uma coisa boa casar, ter filhos, firmar raizes... ou seja... se apegar a alguma coisa, né?

      Excluir
  8. Eu sou casado, tenho filhos, dois imóveis e moro de aluguel.

    As taxas de juros estão altíssimas. Parece que vc não está equacionando a inflação.

    ResponderExcluir
  9. Esse post vai na contramao dos últimos dados da economia que indicam uma grande desvalorização dos imóveis e dos aluguéis. Além disso, recomendo maior atenção nos juros reais! A SELIC alta em cenário de alta de juros é um péssimo investimento!!!

    ResponderExcluir
  10. Ser da "geração canguru", que continua morando com os pais após os 30 anos, é algo no mínimo vergonhoso.
    Vergonhoso é pagar aluguel, pagar sozinho agua, luz, etc... e não juntar dinheiro.

    ResponderExcluir