quinta-feira, 4 de maio de 2017

Afinal... preço de compra importa ou não?


Mantenha a calma, e esqueça o preço. Você gosta de uma ação ou um fundo imobiliário e pensa em comprar? Você simpatiza com uma empresa, e vê boas perspectivas de mercado, mas a ação está muito cara? Você gosta de um FII mas ele está "caro demais" para entrar? Esqueça tudo isso. Preço não importa.

Eu sei que esse é um assunto extremamente polêmico, com defensores ferrenhos da teoria do "preço não importa" como o Bastter... e outros tantos ativistas do contra que defendem que o preço de compra importa sim. Dessa forma, justamente por ser um assunto que não tem um consenso, já aviso a todos que meu objetivo aqui é apenas dar a minha opinião sobre isso, e não dizer o que é o certo, tá? Vamos lá.

Compre na baixa, venda na alta?


Durante sua vida toda em finanças, você sempre ouviu dizer que tem que comprar na baixa e vender na alta para ter lucro no mercado de renda variável. Parece fazer sentido, não é? Afinal de contas... só assim para ter lucro. O grande problema é que essa diretriz, aparentemente simples, não funciona. Primeiro porque temos um grande problema de acertar o exato momento de fundos e topos. Me recordo no ano de 2014, quando as ações da PETR4 cruzaram a barreira dos 10 reais. Todo mundo dizia na época que era o "fundo do poço", e que não tinha como cair mais que aquilo. Não vamos esquecer que estamos falando de um papel que chegou a custar 40 reais. Muita gente comprou PETR4 a R$ 9,50... simplesmente para ver o papel derreter morro abaixo, mês após mês, até R$ 4 reais, a mínima histórica uns anos depois. Também não dá para adivinhar os topos.

O movimento oscilatório das ações faz com que seja impossível dizer se a ação está numa tendência de alta ou de baixa. 

- Pera aí, gatinha... como assim não dá pra saber se existe tendência de alta? E pra que servem as médias móveis???

Explico. Primeiro, que não é possível fazer qualquer tipo de previsão sobre o preço futuro de um papel baseado no desempenho dos últimos meses.Um papel que subiu de forma linear 150% nos ultimos 12 meses, por incrível que pareça, não está numa tendência de alta. Eu sei que é dificil aceitar isso, mas é verdade. Existe apenas um histórico de alta, que não tem nenhuma utilidade para fazer previsões sobre o comportamento futuro do preço. Portanto, aprenda a primeira lição: Rendimento passado não serve para prever rendimento futuro. Isso que você lê em letras pequenas nas propagandas de fundos de investimento é mais do que meia duzia de palavras, é a nua e crua realidade.

Não se iluda. Não existe tendência de alta nesse papel.
 Um tempo atrás, eu estava fazendo uma pesquisa sobre robôs de investimento. Comprei meia dúzia de livros sobre o assunto, e sobre desenvolvimento de Trading Systems. Uma das coisas que mais me marcou, foi um dos livros, que ao contrário dos demais, apresentou dados estatísticos e científicos sobre diferentes abordagens, com resultados que me deixaram boquiaberta, como por exemplo:

- O uso de "stops" não diminui as perdas.
- O uso de "stop gain" não aumenta os lucros. 

Creio que iria me extender demais se tentasse comentar detalhadamente os resultados acima, mas o fato é que em uma sequência de muitos e muitos trades, colocar stops maiores ou menores não muda a rentabilidade global da carteira, pois se  por um lado ele evita perdas em alguns momentos, em outros momentos ele encerra a posição com prejuízo pouco antes do mercado se recuperar e virar para lucro. Mas não é sobre stops que quero falar, e sim sobre o assunto principal, que é o "ponto de entrada" no papel. 

Esse mesmo autor fez testes com diferentes papéis, das três formas:

- Ponto de entrada na mínima dos últimos "x" dias/meses.
- Ponto de entrada na máxima dos últimos "x" dias/meses.
- Ponto de entrada aleatório.

O resultado? Não conseguiu obter de forma consistente resultado melhor em nenhuma das estratégias, em nenhuma janela de tempo (curto, médio, ou longo prazo). Mas qual é a explicação, para todas essas conclusões de que falo nessa postagem, que vão na contramão de tudo aquilo em que acreditamos? A culpada por isso tudo, e a responsável pelo preço de compra ser irrelevante, é uma palavrinha mágica: "A eficiência do mercado".

"-Mas peraí, Gatinha... você falou que é uma palavrinha mágica, mas disse três".

Tudo bem... você está certo. Ainda assim, o mercado é eficiente. Mas... o que significa isso? O que é um mercado "eficiente"? Explico.

A "eficiência" do mercado é um termo que significa que o mercado financeiro é um expert em descobrir o preço justo de um papel qualquer. Ou seja.... todo papel sempre estará custando exatamente o que vale, nem um centavo a mais. Essa eficiência é tanta que o preço do papel é imediatamente ajustado em caso de qualquer nova informação que altere o senso de valor do ativo.  Devido a essa eficiência, como resultado temos que um ativo nunca estará nem caro, nem barato. O preço estará sempre justo. 

Conclusão? Não existe papel "caro". E se não existe papel "caro" ou "barato", finalmente chegamos na doutrina do Bastter: "O preço não importa". É claro que o preço não importa, porque o preço é sempre justo! Não existe papel caro. 

"-Mas pera aí, Gatinha... mas como funciona isso??"


Funciona da seguinte forma:

Digamos que a Empresa X tenha papéis na bolsa, e a ação está sendo negociada a R$ 10. Esse é o preço justo. Se a empresa divulgar um balanço com lucro fantástico, as pessoas vão se interessar mais pelo papel, que passará ser negociado a... R$ 12. Esse aumento de preço reflete uma mudança nas características do papel, que passou a valer mais por ter balanços bons.

Continuando o exemplo, a empresa depois de uns dias anuncia uma fusão com outra empresa importante, e o papel passa a custar R$ 15. Na sequência, essa mesma empresa lança um novo produto no mercado que faz um sucesso tremendo, e o papel vai a R$ 20.

Agora vamos analisar algumas questões simples, em forma de "perguntas e respostas".

- A ação está cara? 
Não. A ação está em seu preço justo, nem cara nem barata. Aquela ação que um dia custou "R$ 10" era diferente... era uma empresa sem balanços bons, sem fusão, sem novo produto.... Devido a essas novas características, R$ 20 é um preço justo, portanto a ação, apesar de ter dobrado, não está cara.

- A ação está com tendência de alta?
Não. A ação somente subiu. Pode passar a cair a qualquer momento. Não existe tendência alguma. Comportamento passado não é previsão de comportamento futuro.

- Mas o fato da empresa ter uma boa gestão, não é indicativo de que tenha tendência a crescer mais?
Pode ser, mas essa expectativa de crescimento já está incluída no preço, portanto não existe nenhuma "barganha". Como dizem, isso já está "precificado". 

Veja que o mesmo vale para papéis que caem. Se por qualquer motivo essa mesma ação passar para R$ 10 novamente, ela não estará de forma alguma barata. Ela simplesmente "piorou" suas características e passou a valer exatamente isso. Se o papel tivesse continuado cheio decaracterísticas boas, o preço não teria caído. Dessa forma, um papel que está "barato" é um papel que piorou muito.... e esse novo preço é o preço justo. 

O que faz os preços subirem ou descerem até chegar no exato preço justo é o que chamamos de "equilíbrio dinâmico".  Qualquer "novidade" ou alteração nas características do papel, irá gerar nos investidores de que o papel é uma boa (ou má) oportunidade de compra, gerando sucessivas compras ou vendas, até que.... o valor de mercado afunda livro adentro, até chegar uma hora em que... subiu tanto (ou caiu tanto), que lá se vai a pechincha.... e aí o preço estabiliza. Isso é equilíbrio dinâmico. É quando as coisas estabilizam não por estarem paradas... mas por haver um equilíbrio de forças contrárias. A gente vê isso em um pião girando por exemplo, ou em dois lutadores de sumô.

Estão parados no ringue. Devido a enormes forças contrárias iguais.
 Qual a conclusão de tudo isso? É a primeira imagem desse artigo. Esqueça preço. Escolha suas compras de ações ou FIIs pelas características do papel que te agradarem... (características de gestão, físicas, de balanço, etc), e esqueça o preço. Compre a mercado e seja feliz. 

 
 

20 comentários:

  1. O que posso dizer KKK Preço não importa então compre ETF

    - Esqueça baboseira do bastter
    - Compre livros de valuation
    - Entende como funciona finanças comportamentais
    - Estude economia
    - Saiba busca ativos ocultos nos balanços das empresas
    - Entenda aonde você esta investindo dinheiro

    Mercados eficientes é uma teoria antigo que foi rechaçada por diversos autores e estudos.

    Inclusive os autores que o bastter fala nos vídeos deles são bem categóricos em afirmar que o mercado não é eficiente.

    Leia Jereym siegel
    Leia Asha Damodaran
    Leia warren buffet e analise de balanços
    Leia Peter lynch
    E se mesmo assim tu acreditar em mercados eficientes, faz o seguinte compre 50 empresas com PL médio de 50 que são conhecidas boas no mercado e aguarde para ver seus resultados frente ao custo dinheiro CDI.

    Você conhece alguém do bastter que entrou na forbes KKKk

    Este analista aplicou modelos de DFC tire suas próprias conclusões

    https://www.youtube.com/watch?v=aPYFBAC_i-E&t=818s

    O que entendo é que tu esta usando analise gráfico como bem alertei índice de probabilidade é baixo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mestre porque você não libera o cometário de anônimos no seu blog?
      Você tem o perfil de um cara popular que adquiriu um bom conhecimento em investimentos e faz posts bem explicados, seria positivo aceitar comentários de anônimos não trolls.
      Com relação ao post da gatinha, posso dizer que o nível das postagens dela evoluiu, mas acho que deveria responder os comentários dos visitantes do blog, é só uma sugestão construtiva.

      Excluir
    2. O Bastter é mais focado no pequeno investidor, por isso a tese de que "preço de compra não importa", valuation para aporte mensal de assalariado é besteira.

      Valuation é para quem compra o controle acionário como o Lemmann ou Buffett, investidor amador tem que focar em aumentar o aporte e ir comprando pouco a pouco, com calma e sem se importar com isso.

      No longo prazo a diferença de quem compra "na máxima" para quem compra "na mínima" é irrisória, tem um vídeo do Nod que mostra bem isso.
      https://www.youtube.com/watch?v=zhdv6MwbjIY&t=1236s

      Excluir
    3. Obrigada! Com toda certeza, no nosso nível o aporte corresponde a 90% da importância dos investimentos. =^.^=

      Excluir
    4. Motivos porque nunca liberei comentários de anônimos.
      1- haterismo
      Basta ver tanto de haterismo que tem na internet.
      2 - Assuntos não relacionados a investimentos + desenvolvimento financeiro que é meu foco no blog.
      3 - Não tenho tempo de responder todos comentários.
      4 - A comunidade da blogosfera se tornou tóxica nos últimos anos.

      Caso você seja um frequentador das antigas na blogosfera, é quase certeza que vai lembrar dos posts antigos do viver de renda , zé Mobral etc aonde todos anons buscavam estudar estratégias no mercado para melhorar desempenho no mercado.

      O que temos hoje na blogosfera:
      1 Fanáticos da seita bastteriana
      2 Betas falando de mulher
      3 Haterismo e desrespeito com opinião contrarias.
      4 Falta de capacidade argumentativa para defender posições inclusive com estudos e dados estatísticos.
      Não apenas um estudo + vários apontando para mesma direção : Nos últimos anos aprendi com trader, economistas, contadores, holder etc lhe digo não feche sua mente para as possibilidades.

      Deixarei como esta ! Basta criar um Email e mandar ver lá nos comentários que respondo na medida do possível.






      Excluir
    5. Total block estes estudos do NOD são furados! Existe uma falha estatística na maioria dos estudos feitos por analistas.
      Viés de sobrevivência: Empresas ou fundos que eram bons mas se tornaram ruins.
      Estudos são feitos apenas com empresas e fundos que foram vencedores no passado, na época não tinha como saber quais fundos seriam bem sucedidos.

      Ex: Itaú antigamente era considerado mico
      - Bombril era empresa de buy holder para vida toda
      - Telemar era boa empresa para vida toda.
      - Petro até 2008 era boa empresa
      - Ciel até dois anos atrás era queridinha do mercado

      ETC em suma em algum momento estas boas empresas podem se tornar ruins.

      A diferença é que se você pagou preço justo vai perder menos do quem pagou caro.


      A única coisa que te salva no mercado é operar com margem de segurança. " Recomendo a leitura do livro Investidor inteligente do Beijamin Graham.

      Outro ponto no qual estes estudos vem falhando: Você tem um aporte fixo de 2000, existe 15 fundos na sua carteira.

      Em alguns meses algumas empresas ou fundos vão estar mais descontados que outros " Você não aporta apenas em um fundo fixo meu amigo.

      Você pode comprar fundos ou empresas mais descontados ! Pode vender empresas muito valorizadas se for o caso para comprar outras sub avaliadas fazendo rebalanceamento da carteira. OBS: Não é recomendado rebalanceamento ou vendas para quem pouco capital alocado em bolsa, principalmente por causa dos custos com corretagens IR. Mas para quem já tem grande volumes não da para fazer rebalanceamento apenas com aportes.

      A coisa não é tão simples como pegar apenas ativos aleatórios jogar na planilha. Um estudo para ser conclusivo tem de se feito com todos ativos.

      Acredite você vai se surpreender quando perceber que mais de 50 fundos imobiliários se quer ganharam do CDI neste meio tempo, mesmo com todo capital reinvestido + altas recentes.

      A filosofia bastter é boa apenas se você não comprar aberrações com PL de 50 + market share de 30% no mercado de atuação, além de ficar comprando muita empresas em topo de mercado.

      Uma filosofa simples para tu não perder dinheiro na bolsa .

      Na alta compre apenas metade do que habitualmente compra e deixe metade guardada para quando ocorrer algum clash.

      Garanto que vai ganhar mais do que comprar periódicas a qualquer preço.

      O Clash sempre ocorrem! pode demorar muitos anos , mas no Brasil quando mundo esta resfriado a bolsa cai.

      Buffet sobre teoria do mercados eficientes, carta mensal do buffet ao investidores quando teoria estava em voga nos 80 na reedição do livro investidor inteligente de Benjamin Graham.

      Ele aponta 6 investidores da escola de valor e seus desempenhos no mercado " Provando que não existe aleatoriedade no mercado.

      30 anos depois todos estes investidores continuam aplicando mesma máxima obtendo resultados ano após ano.
      Inclusive eu também sou adepto da escola de valor e sou pequeno investidor.

      Ainda nos 90 finanças comportamentais também refutou os teóricos do mercado eficiente.

      Existe no mínimo umas 3 escolas de teóricos refutando escola de valor com dados matemáticos e precisos.

      Para finalizar a bolsa não esta cara! Existe empresas muitos descontadas dando sopa, empresas de qualidade com fundamentos comprovados.
      Acontece que a bolsa caiu tanto no final de 2015 que boa parte do pessoal ficou afetado com recency bias. A bolsa esta no mesmo patamares que 2012, 2014 etc Esta cara em relação ao começo de 2016 e aos riscos que podem vir do ambiente macro. Também existe empresa cara! com alto risco, mas existe bastante barganhas dando sopa no mercado.


      Boa sorte em sua jornada.

      Carta mensal do Buffet.
      http://mestredosdividendos.blogspot.com.br/2017/04/mercados-deficientes.html

      Excluir
    6. Imbuído da filosofia Bastter tenho CIEL3 a R$30,00, o que com os descontos dos dividendos e JSP dá quase topo histórico. A culpa é dele? não. A culpa é minha por acreditar nele. CIEL3 é um ótimo papel e eu nem penso em me desfazer dele, mas outros ativos que tenho me mostram que é possível ter ótimos papéis e AINDA comprá-los no momento apropriado (ou pelo menos não no pior momento possível).
      Você realmente não acerta fundos e topos, mas é relativamente fácil saber quando os indicadores fundamentalistas estão esticados. Então a minha ideia é de que preço importa sim, sem dúvidas.

      Excluir
  2. O preço importa, mas não é essencial. Essa teoria do Bastter se baseia no fato do mercado ser eficiente. O próprio criador dessa teoria reconheceu que ele próprio estava equivocado. O mercado é eficiente "na maioria" das vezes, mas não é sempre. Pergunte ao Warren Buffet como ele ficou bilionario. Pergunte ao Barsi! Se o preço sempre é justo, como os especuladores ganham dinheiro em poucos dias? Como os investidores de valor ganham dinheiro? Gatinha, o preço não é justo o tempo todo por um simples motivo: o que move o mercado no curto prazo é a emoção. A emocao é cega e faz loucuras! Emoção e preço justo o tempo todo não combinam! O preço das ações giram em torno do preço justo, mas o raio desse giro não é zero. Por vezes ele é demasiadamente longo, se afastando muito do centro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa "emoção" também faz parte dos elementos que constituem o preço justo... de forma que fatores subjetivos e emocionais também entram no cálculo...

      Excluir
  3. Interessante seu ponto de vista. Gostaria de apresentar outro. Mas preguica de digitar no ipad.
    Porem o mestre disse um pouco do q eu ia dizer.
    Se vc acredita em teoria de mercado eficite, compre ETFs. Mas com etf vc ficara no maximo na "media" do mercado.
    Vc apresentou a sua opiniao e apresnto a minha: preco importa. Por isso ganha-se mais no mercado (e vence o mercado) quem acha empresas subvalorizadas e reinveste seus dividendos ao inves de "comprar so empresa boa", q todo mundo compra por ser conservador, e ja está sobrevalorizada justamente por ser empresa excelente, como ambev, por exemplo.
    Um dia eu cheguei a pensar q preco tbm nao importa...
    Nao sou eu quem falo isso....
    Sao esses caras ai que o Mestre citou aí em cima, entre outros.... Com estatisticas, conclusoes e o caralho a quatro de estudos no MIT e Harvard .
    Bom, enfim... Depois escrevo um post.. So encerrar Pelo menos um atual livro para trazer maiores informacoes
    Abracos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um dos problemas dos ETFs é a ausencia da isenção de impostos até 20 mil... isso acaba reduzindo o rendimento em 15%, o que me parece ser inaceitável, né?

      Excluir
    2. Se o mercado foste eficiente todo mundo compraria ETF pois não haveria arbitragem de valor.

      Excluir
    3. Muito boa a observação.
      Mas nesse caso entao a opcao pelo etf nao se aplicaria ao holder.
      E lembremos que aplicar em etf nos remete a permanecer na media do mercado. Agora adicione o IR: Fica ainda pior. Correto? Afinal, vx ja fica na MEDIA do mercado e ai da é taxado. Fudeu minha rentabilidade.
      Acreditamos q preco nao importa: Lembremos q isso nos remete à teoria dos mercados eficientes. O preco justo contrapoe ao comportamento anormal psicologico dos investidores, pq vc deve saber pq algo caiu de preco. Só porque cai (independente pq caiu) o preco é justo?
      Quandose fala em preco justo vc obrigatoriamente deve se perguntar: vc está na ponta vendedora ou compradora? Exemplo prático e real: lanço ordem de compra de R$1.240,00 e alguem da ordem de venda é de R$1.300,00. Negociacao: 0 no dia. Ningu comprou e ningem vendeu. Qual o preco justo dessa m... desse ativo? Rs...
      Ou seja, se vc entrar num ativo a R$50.00 é preço justo? E se alguem nessa entrada de R$50.00 vender pq está sobrevalorizado e nessa venda a pessoa que ganha 50%? A pessoa q entrou antes foi mais esperta. O problema do ETF está aí: sempre no "atraso". irei escrever um post detalhano isso.
      Qual o preco justo? Depende! Pra quem compra, X. Pra quem vende, Y. Se o preco nao importa na hora de comorar, tampouco importaria na hora de vc vender.
      Mas isso é uma falácia na medida em que quando vc vende algo pelo preco menor que comprou vc automaticamente tem prejuízo. (Mas vender nao importaria ao holder - voltemos ao inicio do cmentario).
      E tudo isso, somado ao reinvestimento de dividendos (que é essencial pra bater o mercado - nao segundo eu, mas segundo todos "os caras" que batem o S&P inclusive), teria ainda mais impacto.
      Qualquer confusao, releve: culpa de vinho.
      Abraco

      Excluir
  4. Estou re-comecando em renda variavel e nao entendo pq as vezes nada acontece e o preco do papel sobe ou desce feito uma montanha russa. Ideias ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será que você não está perdendo algumas notícias importantes? exemplos de coisas que alteram de forma importante os preços são: Preço do minério de ferro, taxa de crescimento na China, Empregos nos EUA, ameaça de guerra, Declarações do FED americano sobre aumento de juros, acontecimentos políticos no Brasil, Reajustes no preço da gasolina ou da energia elétrica, boicotes de exportação de carne Brasileira, etc.... Um bom lugar para olhar esse tipo de coisa é no site Infomoney.

      Excluir
    2. - O mercado opera baseado em expectativa futura
      - Existe um componente emocional no preço das ações
      - A maioria das pessoas não esta preparada para perdas! A maior parte das pessoas sai vendendo quando observa carteira derreter 20% a 30% em vez de comprar mais e dar risada.

      O cérebro humano foi programado para perder!
      Na alta quando esta tudo caro e sobrevalorizado = Ganância
      Na baixa quando tudo sendo liquidado a preço de banana = Medo

      Não tente entender comportamento do mercado! A única coisa que tu pode fazer é por meio de analise qualitativas e quantitativas seria observa se esta caro ou barato " Se o preço é justo ou não" Se vai cair subir não é de nossa competência como investidores.

      Boa sorte vagabundo KKK




      Excluir
  5. A forma de escrita e os últimos posts evoluíram muito! Nem parece a GI dos posts antigos!

    ResponderExcluir